Sexta , 23 de Junho de 2017
 
Bahia
Publicada em 23 de Junho de 2017 ás 06:57:06

Riachão do Jacuípe: Cidade e região recebem o Teatro da Solidão Solidária

Foto Reprodução

A ex-secretária de Educação de Riachão do Jacuípe, Ana Rita Rios, Consultora Educacional e também presidente do Conselho Municipal de Educação, se reuniu com Ivan Antônio, poeta, dramaturgo, diretor de teatro, em especial, do Teatro da Solidão Solidária.

Ivan acompanhado do irmão Ivonaldo e do artista jacuipense, Marcus Sena, também parceiros do projeto, explicou como ele criou o Teatro da Solidão Solidária, peça que participou do “Criança Esperança da Rede Globo”, recorde de bilheterias e vem ganhando o mundo por meio de um projeto de inclusão que contém uma diversidade de ações.

Um pouco sobre o “Teatro da Solidão Solidária”

Para criar o método (Teatro da Solidão Solidária) o diretor dorme de cinco a dez dias por ano nas ruas de grandes metrópoles com mendigos, prostitutas, crianças, velhos abandonados, sem que estes saibam que entre eles está um dramaturgo e diretor de teatro. Após dez dias Ivan retorna para casa e uma semana depois reaparece entre aqueles com quem mendigou, dormiu debaixo de pontes, marquises, albergues, e dividiu as calçadas frias de praças e igrejas.

Depois de se identificar, convida os novos amigos a conhecerem as organizações (Ongs, escolas, empresas, universidades) em que ministra aulas de teatro. Nesses espaços o método é partilhado por advogados, empresários, jornalistas, psicólogos, estudantes, professores, policiais, entre outros que recebem esses moradores de rua e os integra ao grupo.

Durante a conversa com Ana Rita, escolhida para mediar o Projeto no Território, eles trocaram muitas experiências e estabeleceram um próximo encontro, dessa vez, com pessoas da comunidade, militantes artísticos, empresários, professores, associações beneficentes, entidades religiosas e demais que se sentirem receptivos à ideia.

O Projeto Solidão Solidária já percorreu vários estados brasileiros e países, tendo como principal instrumento a inclusão social, que traz a visão do autor, com base nestas suas experiências com moradores de rua, em casas de detenção como a FEBEM e em oficinas teatrais.

De acordo com Ivan Antônio, “o projeto visa por meio desta inclusão o encontro entre diferentes segmentos sociais em que o teatro torna- se uma ponte de aproximação e reconhecimento, no intuito de gerar uma reflexão que resulte em uma consciência de seus papéis, sobretudo, importância como ser social”, destaca. 

Já segundo Ana Rita, “trata-se de uma oportunidade ímpar para atender as demandas socioeducativas do Território, visto que a educação tradicional e desvinculada da arte não garante uma formação cidadã integral dentro do contexto de um mundo tão carente de solidariedade”, conclui, reafirmando sua parceria com Ivan Antônio, com o Teatro da Solidão Solidária em todo o Território.

Depois dos festejos juninos, o Diretor e ativista Ivan Antônio apresentará o projeto em Riachão, com o objetivo de firmar mais parcerias e proporcionar inclusão e solidariedade através da arte.

Folha do Reconcavo

Mais Notícias
Empresa de Editoração de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Passé, nº 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com