Terça , 20 de Fevereiro de 2018
 
Coluna de Claudomiro Bispo
 

Sucesso municipal na Regio Metropolitana de Salvador promete lances atpicos em 2012

 

A campanha política-eleitoral para as eleições municipais de 2012, na Região Metropolitana de Salvador, promete lances atípicos, dado a importância do interesse do Palácio de Ondina no pleito de 2012, que significa a pavimentação política rumo à sucessão do governo Wagner em 2014.
Em Candeias, apesar da existência de mais de uma dezena de prefeituráveis já em campanha aberta pela cadeira de prefeito do paço Municipal Conselheiro Luiz Viana Filho, para substituir a prefeita Maria Maia, que não terá direito a reeleição, por já está no segundo mandato, nota-se, na hoste do governo do estado, comentários à boca pequena nos bastidores da política local que o governador Jaques Wagner vai se meter sim e vai dá “pitaco” nas eleições de 2012, e, já deu sinal verde, como deverá montar um esquema político para ganhar o pleito.
A princípio, vai convocar todas as lideranças políticas, que apoiaram candidatos da base do governo nas eleições para governador, ou seja: o prefeiturável Jair Cardoso, o vereador Antônio Gilson, o secretário de Planejamento da Prefeitura de Candeias Marcous Vinicius, que somado aos prefeituráveis do PT: o vice-prefeito Loteba, a vereadora Marivalda, Robson Santana, o radialista Carlos Alberto,o deputado estadual Manoel Isidoro e como reforço, o guardião do tesouro estadual, Carlos Martins amigo pessoal de Wagner, uma das estrelas da constelação petista que poderá brilhar em Candeias.
E para fechar o cerco eleitoral, deixará em aberto um convite para uma dobradinha com o PMDB de Maria Maia, que possui uma máquina valiosa nas mãos. Que apesar da recomendação da prefeita ao seu secretariado de só falar em política partidária após o carnaval de 2012, o PMDB tem três nomes postos no tabuleiro de pretendentes a cadeira de prefeito em 2012: o vereador sargento Francisco, a vereadora Andreia Testa e discretamente o secretário de serviços Públicos Serra Valle. E, desse quadro, deverá surgir uma única candidatura do grupo para prefeito e vice.
Se esse plano político for consolidado, restam poucas opções para outras candidaturas arregimentarem forças políticas o suficiente para roubar a cena eleitoral individualmente. Nesse bloco pode listar as candidaturas de Georgem, Pitágoras, Zé do Quim, Coronel Santana, entre outros nomes que postulam também o cargo de prefeito de Candeias, podendo ser formado outro grupo e se apresentar como o NOVO para Candeias se titulando como a segunda força eleitoral. Caso contrário, uns seguirão carreira solo e outros deverão desaguar com seu riacho no rio caudaloso do esquema de governo.
Camaçari, São Francisco do Conde, Madre de Deus e Simões Filho, tem representação política bastante favorável ao governo. Todo esse manejo, terá como objetivo cimentar o caminho político do prefeito de Camaçari Luiz Caetano ao Palácio de Ondina em 2014. Não foi à toa, que o governador Jaques Wagner, deu uma mãozinha na nomeação de Caetano, para presidir a UPB – União das Prefeituras da Bahia, que de posse desse importante órgão, já deixou de administrar do tamanho do seu umbigo e hoje fala uma linguagem mais ampla: municipalismo forte. Se tiver competência, pode se dá bem em 2014 como candidato a governador da Bahia. Se Sergio Gabriele não atrapalhar os seus planos.

Publicado em 18/03/2011 ás 11:00

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com