Quarta , 21 de Fevereiro de 2018
 
Coluna de Jorge Portugal
 

Os senados de Santo Amaro

Os senados de Santo Amaro
Santo Amaro é uma cidade cheia de “senados”.Explico: não é que lá pontifiquem, em câmaras altas, Pinheiros, Lídices, Suplicys ou Saneys.Senado, na minha terra, é o nome dado aos encontros regulares(sublinho o “regulares”) de pessoas, em lugar igualmente fixo, para falar da vida(em muitos casos, alheia), debater a vida, celebrar a vida.Já houve senados famosos na cidade, como o de Doutor Ranulpho, na praça do Rosário,e o de Dona Da Paz, na rua do Amparo. Atualmente, com grande peso sócio-existencial-político, temos o de Geraldo Salles, que chegou a fundar uma praça na sala de visitas de sua casa, o de Sapateirinho, regado a uma “erva-doce” que só ele sabe fazer, e o senado do adro da Igreja da Purificação, o principal de todos eles, sem recesso há cerca de 150 anos!

Como bem disse, no senado, a conversa é aberta, sem censura, temas livres que vão da conjuntura internacional à última fofoca da cidade.Naturalmente que o assunto galvanizador de corações e mentes é a política municipal, com defensores e adversários fervorosos do prefeito da ocasião quase indo ao confronto físico na calorosa defesa de posições. Disse “quase”, notaram?E é esse “quase” que nos dá a certeza das mínimas chances da bela caminhada humana.Na composição do “senado do adro”, pessoas de todas as cores, credos, convicções políticas e classes sociais discutem com ardor questões que, em outros lugares, causariam a morte de milhões. O discurso inflamado de Miguel de Né, a polêmica sempre acesa por Itagildo Mesquita, a adesão democrática de Gabi,Lelinho,Agostinho,Virgílio Sena,Zé Roberto a uma ou outra posição nunca levam a estremecimentos pessoais ou inimizades frontais.Antes, quase toda sessão do senado – e são diárias – acaba em risadas e congraçamento com pamonhas de Sílvio e copos de coca-cola servidos pelas mãos atenciosas de Capenga, e sob a sábia presidência de João Rodrigues.
Engraçado,minha intenção, hoje, era redigir um artigo sobre o massacre na Noruega; e terminei escrevendo sobre o “senado” de minha cidade.

Jorge Portugal
Educador e poeta.E-mail>secretaria@jorgeportugal.com.br

Publicado em 16/08/2011 ás 22:48

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com