Segunda , 19 de Fevereiro de 2018
 
Coluna de Átila Santana
 

QUEM ANDA PARA TRÁS É CARANGUEJO

São Francisco do Conde vem passando por um momento de transformação. Uma transformação que pode ser sentida pelos quatro cantos da cidade. Quer seja na educação, na saúde, na infra-estrutura, no social. Na vida dos cidadãos sãofranciscanos. Uma transformação no modelo de gerenciamento da coisa pública, inclusive com a qualificação dos servidores públicos, para prestarem um serviço de qualidade aos munícipes. A gestão de Rilza Valentim (PT) tem como prioridade “melhorar a vida das pessoas”, como a própria prefeita tem dito periodicamente. Nestes três anos e meio de mandato a cidade conseguiu regularizar a sua situação nos órgãos de proteção ao crédito e já está com todas as certidões em dias. Isso significa dizer que o município já pode celebrar convênios e receber transferências voluntárias de recursos do Estado e da União. São Francisco do Conde está com o nome limpo.

Um grande investimento foi feito no único hospital da cidade, que virou um hospital regional, mesmo sem receber nem um real do Estado ou do SUS, pela facilidade em se conseguir atendimentos e por conta da qualidade dos serviços oferecidos, inclusive com cirurgias de média complexidade, partos normais e cesarianas. Os filhos de São Francisco do Conde voltaram a nascer na “Terrinha”. Antes era necessário ir para Santo Amaro ou Salvador. Quatro escolas modelos e quatro postos do Programa de Saúde da Família – PSF estão sendo construídos com recursos próprios, e mais escolas e postos de saúde serão licitados em breve. Cada bairro da cidade está sendo beneficiado com uma quadra poliesportiva e academias ao ar livre, além de uma grande Praça da Juventude, que está sendo construída no bairro Santo Estevão. Mais saúde e qualidade de vida para as pessoas. A cidade está virando um grande canteiro de obras, que podem ser percebidas em todos os bairros. A prefeita conseguiu arregimentar o apoio dos três senadores e 39 deputados federais baianos para que o campus baiano da Universidade Federal Internacional da Integração da Lusofonia Afro-brasileira – Unilab fosse instalado na cidade, que é considerada a mais negra do mundo, fora da África. O prédio já está pronto e a inauguração está prevista para este mês de junho, e há quem diga que teremos a presença da presidente Dilma Rousseff (PT) e do grande ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) na solenidade. Rilza implantou o Programa de Acolhimento Social – PAS, o maior programa de transferência de renda da história do País, que garante a comida na mesa de cerca de quatro mil famílias, que representa cerca de 20 mil pessoas carentes do município. Isso sem falar no programa de qualificação e capacitação da mão de obra local, que está inserindo os jovens no mercado de trabalho. O trabalho dignifica o homem e fortalece o seu caráter. Programa Sonho Meu (da prefeitura) e Programa Minha Casa, Minha vida (do Governo Federal), que estão realizando o sonho da casa própria para cerca de 1500 famílias até o fim deste ano. A prefeita prometeu em campanha, e está cumprindo, o calçamento ou pavimentação asfáltica em todas as ruas, que antigamente eram “lama no inverno e poeira no verão”, como ela mesma dizia nos palanques.

São Francisco do Conde virou cidade-piloto da Secretaria do Tesouro Nacional por se adequar às Regras Internacionais de Contabilidade Pública. A cidade teve todas as contas aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, saindo de um jejum de quase 15 anos, e alcançou ainda o Índice de Desenvolvimento Municipal (IDM) da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Índice Firjan), que mostra a evolução dos 5.564 municípios brasileiros nas áreas da educação, saúde e emprego e renda.

Enfim, São Francisco do Conde está vivendo um novo momento. A cidade saiu das páginas policiais dos principais jornais do País para dar um indelével exemplo de lisura e probidade no trato com o dinheiro do povo e provas incontestes de que está entrando na rota do crescimento e do desenvolvimento. Este ano teremos eleições municipais. Cabe aos meus conterrâneos analisarem com responsabilidade os candidatos que tem serviços prestados à nossa cidade e uma trajetória política à altura da sua história, tradição, cultura e pujança do seu povo. Sabemos também, que existe o time do ‘quanto pior melhor’, o time do olho gordo. As aves de mau agouro que torcem para nada dar certo, para que eles voltem e continuem com a rapinagem, que quase destruiu São Francisco do Conde. Mas nada que um Pai Nosso acompanhado de uma Oração de São Jorge e do Salmo 91 não possa fazer cair por terra. Retrocesso? Em hipótese alguma! Porque quem anda para trás é caranguejo.

 

Átila Santana é radialista

Twitter.com/atilasantana

 

Publicado em 22/05/2012 ás 11:37

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editoração de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Passé, nº 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com