Terça , 20 de Fevereiro de 2018
 
Coluna de Claudomiro Bispo
 

Marcus reaparece no cenario da pr-campanha e admite uma candidatura nica da oposio

A pré-campanha eleitoral com vistas às eleições de 2012 em Candeias começa a ganhar novos contornos e está apimentando os debates, articulações, conchavos e acabou com as alfinetadas de nível pejorativo entre os candidatos considerados da base aliada do governo, na tentativa de desestabilizar a pré-campanha do candidato do PT Carlos Martins, pelo simples fato de ter roubado a cena política desde seu lançamento na corrida sucessória, rumo ao Paço Municipal Conselheiro Luis Viana filho, nas eleições de 2012.

Tudo começou com a recepção ao nome do então secretário da Fazenda do Estado da Bahia, Carlos Martins, que até hoje, em qualquer bate papo político, seu nome fica bem na fita, pela sua qualidade e capacidade administrativa, demonstrada nos diversos setores da vida pública e privada por onde passou e por ser amigo pessoal do governador, considerado homem de confiança de Jaques Wagner, bateu um sintoma de inferioridade entre os demais pré-candidatos e Martins virou almofada para alfinetadas. O pré-candidato deputado Isidoro foi o primeiro a promover de forma orquestrada um discurso de desqualificação do nome de Martins, conseguindo arregimentar os pré-candidatos também da base aliada do governo, Jair Cardoso e o vereador Bobó, para formarem um acordo de cavalheiro entre os três e isolou Carlos Martins do grupo. O pré-candidato Marcus Vinícius, também fez pose para foto formando um quarteto e deixando Martins de fora do grupo. Vinícius percebeu a canoa furada que estava embarcando, saiu à francesa do grupo e agora reapareceu incendiando a pré-campanha dando um chega-se pra lá em Isidoro e já admite, se o grupo não estiver unido até as convenções partidárias para tirar uma única candidatura para enfrentar os dois grupos políticos que se revezam no poder a quase 20 anos, no comando Municipal, tem plena consciência, que individualmente, ninguém chega a lugar nenhum.

Enquanto isso, Carlos Martins continuou batendo pernas em diversas comunidades, como se estivesse vacinados contra as alfinetadas do fogo amigo. Pelo visto, os pré-candidatos da base aliada do governo, parecem ter caído na real, que para se ganhar uma eleição majoritária em Candeias tem que ter: voto, dinheiro, grupo político, estrutura partidária entre outras qualidades. Alguns deles já estão caindo na real, que carreira solo é somente, para quem é bom de voto ou tenha um estrelato na testa, daquela do saudoso Eliodoro de Jesus e ou do galeguinho do olho azul, que com um bordão criado na mesa de um bar: “Davi de novo com o voto do povo”. E deu certo. Não é qualquer pontuação medida por fontes duvidosas, sem qualquer apoio formal de grandes lideranças políticas que os levarão em sete de outubro de 2012, o direito de sentar na cadeira de prefeito do Paço Municipal Conselheiro Luiz Viana Filho.

Amadorismo não ganha eleições nos dias de hoje, em lugar nenhum deste país. Façam como Carlos Martins que ignorou o fogo amigo e seguiu sua pré-campanha como se nada estivesse acontecendo e a sabedoria e profissionalismo de Marcus Vinícius, que desapareceu do cenário político e num passe de mágica, foi capaz de desmanchar um jogo político e montar outro sem precisar de dar um “pito” nos demais. Em uma entrevista, ele só faltou perguntar e responder. Se o repórter não fosse tarimbado, ficava no chinelo. Entre outras palavras, ele disse que conhece a cidade e seus problemas cruciais, sem fazer nenhuma modesta, disse ser o mais preparado para ser o futuro prefeito de Candeias. Na verdade, há mais de trinta anos em Candeias ele já fez de tudo: eminência parda, articulador político, vereador, secretário de Planejamento, secretário de Obras, empresário da construção civil e nos últimos 30 anos, participou de todas as administrações da cidade, excerto, a de Eliodoro de Jesus. Os equipamentos que existem e resistem em Candeias, a maioria deles tem a sua assinatura. Portanto, todo mundo lhe quer como aliado.

 A Folha do Recôncavo, no inicio da pré-campanha profetizou que as eleições de 2012, afunilariam em apenas três candidaturas. Até o companheiro Genival que não conversava com qual candidato, já senta-se à mesa para discutir Candeias. Sinal dos tempos.

 

Publicado em 24/05/2012 ás 00:46

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com