Terça , 20 de Fevereiro de 2018
 
Coluna de Valci Barreto
 

FICHA SUJA NA OAB.


Valci Barreto.

Advogado militante em Salvador.
Adentrando a sala da Associação dos Advogados Trabalhistas, em Salvador, deparei-me com um panfleto com o titulo ; “ FICHA SUJA “com a foto do ex Presidente da OAB-Bahia, Dinailton Oliveira e um texto que dava conta de que as contas da sua gestão na OAB não haviam sido aprovadas pelo Conselho Federal.
Confesso que, ao ver a foto, tive uma reação de nojo, asco, rejeição pura . Não consegui mantê-lo em minhas mãos e sob meus olhos, mais do que alguns segundos. Devolvi-o ao mesmo lugar em que o encontrei.
Para mim, o panfleto não mostrava um advogado ficha suja, um marginal, um bandido como o panfleto quis divulgar. A leitura que fiz foi: que perversidade o responsável, ou responsáveis, pelo panfleto, está causando à classe dos advogados.
Passados alguns dias ,daquele momento asqueroso que experimentei, continuo achando que o panfleto :
-Expõe a classe dos advogados ao ridículo, apimentada pela divulgação nas redes sociais;
-demonstra fragilidade, incapacidade, incompetência da entidade na administração de suas dificuldades internas.
- Poe em risco a esperança dos inscritos na OAB de ter a entidade pronta para a defesa de seus membros, um dos seus deveres estatutários;
-deixa mais forte movimentos externos à advocacia que ensaia , aqui e ali,fragilizar o exercício da advocacia.
-Na linguagem simples, direta, popular, oferece armas para o inimigo.
Nas ultimas eleições da OAB e da ABAT tenho sido apenas um eleitor. Nada mais que isto. Porém, como membro da entidade, advogado militante, não posso deixar de registrar meu protesto contra o panfleto, por tudo de ruim, perverso, asqueroso que nele vi.
Para opinar a respeito, tive dois cuidados básicos:
-beber água ali mesmo, na ABAT, para não engolir a seco , nem vomitar no espaço que é coletivo.
-ouvir opinião de colegas , não a respeito das chapas que competem , mas do panfleto em si.
O que ouvi , não foi bom para a chapa que produziu e distribuiu o panfleto. A esta altura, inclusive, não há como afirmar que foi coisa de candidato individualmente considerado. A conta será paga pela chapa que busca a reeleição, que tem como candidato o querido amigo Antonio Menezes, seja quem for o responsável pela indigesta panfletagem.
Muitos indecisos , silenciosos, anônimos, que não panfletam, não se envolvem no pleito, continuaram em seu respeitoso silencio, mas falando por um dos canais mais poderosos em se tratando de eleições da oab: os corredores forenses. Após o panfleto, estas vozes estão se pronunciando e, mesmo no silencio das palavras, bradam na hora do voto diante de alguma maldade contra a classe.
Quem viu o panfleto, não tenho duvida de que não fará a opção por ele. Nem perdoará inocentes da chapa.
A voz dos corredores, elegeu uma vitima de uma lado ( a classe dos advogados) e um um malfeitor do outro.
No mínimo, para ser bonzinho com os responsáveis pelo panfleto, deixaram de lado a criatividade, a imaginação , o respeito à inteligência e vozes dos corredores, para lançar um veneno que atinge toda a classe que não comunga com estas práticas.
A sensação que dá o panfleto é de que estamos diante de disputas de poder de facções criminosas. E com bem menos competência, vez que lá, certamente, ninguém vai bancar um papel tão caro para maltratar opositores.
Não há almoço de graça, dizem os economistas. Seja quem for que tenha bancado a panfletagem, não gastou pouco . Mesmo os não versados em artes gráficas, edição de textos e de fotos, sabem que foi produzido aquele panfleto por gente que não economiza na campanha. Alguém pagou ou recebeu de graça –não há almoço de graça, repito- obteve através de , empresas, fotógrafos e gráficas especializadas em fotos e panfletos que divulgam crimes e criminosos que, de jeito nenhum, combina com as campanhas da oab,pelo menos para nós, advogados.
Inaugurada esta nova e odiosa forma de competir , se o mal não for combatido, já nesta fase do processo, só resta esperar a próxima fase:
Tiro e morte, como vem ocorrendo em alguns pleitos sindicais, de olho nos cofres e poder daquelas entidades.

Publicado em 05/11/2012 ás 03:47

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com