Quinta , 14 de Dezembro de 2017
 
Coluna de Paiva Netto
 

Esprito, crebro e comando

 Paiva Netto

 

Retorno hoje a um assunto que merece atenção. Aproveitemos para refletir sobre ele.

Aos poucos, a criatura humana vai aumentando a consciência de que a continuidade da vida após a “morte” não é um conceito que diz respeito apenas aos que professam alguma crença religiosa ou filosófica, mas é objeto de estudo sério para todos. A compreensão correta de que somos, acima de tudo, Espírito intensifica a força de vontade no enfrentamento de tudo o que não seja recomendável à nossa existência, coletiva ou individual.

Para ilustrar convenientemente esse poder de que dispomos, observem este ensinamento do dr. André Luiz, na obra “Evolução em dois mundos”, por intermédio dos conhecidos médiuns Chico Xavier (1910-2002) e Waldo Vieira: “O Espírito encontra no cérebro o gabinete de comando das energias que o servem, como aparelho de expressão dos seus sentimentos e pensamen­tos, com os quais, no regime de responsabilidade e de autoes­colha, plasmará, no espaço e no tempo, o seu próprio caminho de ascensão para Deus”.

Na publicação “Ciência e Fé na trilha do equilíbrio” (2000), que escrevi para o I Fórum Mundial Espírito e Ciência, da LBV, exponho que a inteligência situa-se além da estrutura física, como se houvesse um cérebro psíquico fora do somático. Por conseguinte, conclui-se que a essência espiritual não é uma projeção da mente humana e que o homem não é um corpo que tem um Espírito. Contudo, um Espírito eterno que possui um corpo passageiro.

- “Ah!, mas a Ciência ainda não comprovou nada”... Porém, como asseverou o astrofísico norte-americano ateu Carl Sagan (1934-1996): “A ausência da evidência não significa evidência da ausência”.

Em “É Urgente Reeducar!”, comentei que não nos podemos ancorar apenas em nossos limitadíssimos cinco sentidos físicos. Eles não são bastantes para nos fazer devidamente avançados, pois a Cultura tem origem verdadeira no Mundo Espiritual. Quando soubermos estabelecer a perfeita sintonia Terra/Céu para merecer a ligação permanente Céu/Terra, receberemos de lá conhecimento crescente. Antes de tudo, somos Espírito.

 

MICHEL TEMER

Na capital paulista, em 31 de janeiro, ocorreu movimentada sessão de autógrafos para o lançamento de “Anônima Intimidade”, primeiro título de poemas do vice-presidente da República, dr. Michel Temer. Segundo ele mesmo conta, seus versos foram escritos em guardanapos de papel, durante viagens entre Brasília/DF e São Paulo/SP.

Com prazer, tenho em mãos um exemplar com estas palavras: “Ao líder José de Paiva Netto, com a amizade do Michel Temer”.

 

IRINEU MARINHO

Igualmente recebi o livro “Irineu Marinho — Imprensa e cidade”, da historiadora e socióloga Maria Alice Rezende de Carvalho. Resultado de dois anos de pesquisas, a obra, conforme sua sinopse, “não se trata de uma biografia, mas, sim, de uma vigorosa análise do cidadão que, ao longo de seus 49 anos de vida, expressou sua paixão por comunicação e pelo entretenimento de maneira geral”. Irineu Marinho, empreendedor pioneiro, fundou os jornais “A Noite” e “O Globo”.

Grato à autora pela dedicatória que me endereçou: “Ao Paiva Netto, com o abraço da Maria Alice”.

 

José de Paiva Netto — Jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.brwww.boavontade.com

Publicado em 15/02/2013 ás 16:20

Leia Também
 

 
 
 
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com