Segunda , 19 de Fevereiro de 2018
 
Variedades
Publicada em 16 de Dezembro de 2017 ás 23:26:48

IDENTIDADE FRAGMENTADA!!!

internet

 Se permita mudar sempre, mudar pra existir, mudar para viver, mudar para ser feliz.

Por: Agostinho Costa (Escritor e Poeta)

 

Estou vivendo fases em minha vida, na realidade etapas, que eu nunca imaginei viver. Vou ser bem realista, já cheguei a criticar algumas pessoas que faziam essas coisas e diria que nunca faria. Porém, assustadoramente hoje me pego fazendo as mesmas coisas as quais critiquei no passado, mesmo achando que esses atos beiram a insensatez. Digo mais: A idade é maravilhosa! Algumas coisas envelhecem com a gente, outras surgem, outras tantas se renovam. Estou vivendo o meu momento de surgimento, elas chegaram e insistem em fazer morada. Me pego por várias vezes falando comigo mesmo, fazendo plano de voz alta, me deparo fazendo exatamente o que eu tanto criticava em minha mãe, suas intervenções enquanto o outro faz alguma coisa, ela sempre chega pra dá um palpite, no transito começo a falar: Olha lá aquela ali ou aquele ali não deve ter feito nada hoje, olha o comportamento, Deus me livre. Detalhe, hoje acabo revirando minhas gavetas em busca de pedaços de papéis e de velhas agendas para encontrar telefones de amigos para ligar e falar o quanto os amo, o quanto sempre serão importantes pra mim, e que jamais os esquecerei, todavia, me deparado com um pedaço de papel dobradinho no canto da gaveta debaixo de alguns livros, curioso abro e és ali um poema de Almany Falcão:Um dia a maioria de nós irá se separar (...)Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar, meses, anos, até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo”. Inevitavelmente uma lágrima grossa lambe meu rosto, porque a cada dia percebo que vivencio um pouco isso, por mais que eu queira negar a existência desse, ele está presente na minha e na sua vida.

Com essa introdução APENAS UM OLHAR põe na mesa nossa identidade fragmentada.

Peço aos meus queridos leitores os que concordarem comigo os que não, para que guardem esse texto, mas guarde mesmo, diria que por volta de 10 anos ou mais ou menos, depois voltem e leiam. Vocês perceberão quanto que mudamos nossos conceitos, quanto mudamos nossos amigos, uns vem outros vão, outros continuarão inabaláveis inserido em nosso convívio, outro você não quer nem saber que um dia passou na sua vida. Suponho que alguns estão se identificando outros não, mas saibam: Não é clichê porém somos do hoje e não do manhã, talvez, quando vocês voltarem a ler eu nem esteja mais aqui, entretanto, minha escrita os seguirão pela vida, mesmo sabendo que tudo é efêmero. Logo, sugiro que escutem “A lista” música de Osvaldo Montenegro.

Somos seres mutáveis! Nossa identidade é fragmentada, o que éramos ontem não somos hoje e com certeza não seremos amanhã, as coisas as quais eu achava certas ontem algumas não acho mais, algumas erradas se tornaram certas, enfim, mudança de conceitos, mudança de olhares, me permitindo mudar como o vai e vem das águas e suas marcas na areia -  as quais logo se desfarão. E, acima de tudo, aceitação, se não posso mudar, logo, devo aceitar, lembrando que aceitar é diferente de querer pra si, pois o que deve sempre predominar é o respeito ao próximo mesmo que não nos reconheçamos nele. Nunca deixo de falar com alguém por ter opiniões diferentes das minhas, por elas não concordarem com minha linha de pensamento, pelo contrário, as quero próximas, não com o intuito de convencê-las que minha verdade é absoluta, apenas verdades, verdades essas que mudam a todo instante, eu sempre digo em meus textos: A única verdade absoluta é Deus, as demais são apenas simples verdades minhas e suas, o que podem variar aos nossos olhos. Entretanto, lhes afirmo: Neste exato momento você está mudando, que bom!

Vocês podem estar dizendo que não gostaram, que concordam, discordam, mas de uma coisa vocês podem ter certeza: Seus conceitos vão mudar, isso é fato! Vocês descobrirão novos sabores, o que era doce não mais será tanto, o azedo já faz sentir um gosto prazeroso no final, o feio não será tão mais feio assim, enfim, vocês vão mudar e a vida seguirá sua rotina, sua lida diária. Que bom que isso vai acontecer conosco, pois só assim podemos valorizar os momentos e deixar as coisas seguirem seu fluxo, seu acaso. Nada de muitas programações em nosso dia e sim que tenhamos um dia feliz hoje, agora, sem a preocupação do amanhã, deixa o amanhã para amanhã. Clichê? Não! Vocês descobrirão que quando o saco da vida tiver cheio perceberão que levaram muito peso pra tantas coisas que nunca serão suas. Enfim, não achem que estarão malucos quando começarem as mudanças, quando perceberem que precisam ouvir suas vozes para que ao falar para o outro ele entenda que tudo que vocês guardaram durante o tempo não é mais importante do que você, os seus, e a sua identidade fragmentada. Por fim: Se permita mudar sempre, mudar pra existir, mudar para viver, mudar para ser feliz.

 

 

 

Folha do Reconcavo

Mais Notícias
Empresa de Editorao de Jornais e Revistas Ltda-Me Todos os Direitos Reservados.
Rua do Pass, n 114, Andar 1, Centro- CEP: 43.805-090
Candeias - BA
Fone: 71- 3601-9220 / 71- 98633-1278 /
Email: folhareconcavo@gmail.com